SUA CALDEIRA ESTÁ INCRUSTADA?

Muitas reações químicas ocorrem no interior das caldeiras de qualquer tipo e os compostos formados podem ser DESEJADOS e outros devem ser evitados. Alguns dos compostos formados são:
CaCO3 / MgCO3 / Na2CO3 / CaSO4 / 3Ca3(PO4)2. Ca (OH)2 / 2MgSiO3.Mg(OH)2.H2O / CaSiO3 / Na2SO4 / Mg3(PO4)2. Mg (OH)2 / 2FePO4 / Fe2O3 / Fe3O4 / etc.

A incrustação reduz significativamente a eficiência de troca térmica, elevando o consumo de combustível e o custo da produção de vapor. O tamanho do “prejuízo” depende do tipo e espessura da incrustação, que pode provocar superaquecimento e até ruptura de tubos com paradas não programadas.

Remover adequadamente; analisar a incrustação e identificar sua composição mais provável é fundamental para se adotar as ações 1) corretiva – geralmente é uma limpeza química ADEQUADA e principalmente 2) preventiva – para que o problema não ocorra novamente, pois devemos evitar ao máximo a limpeza química, que é agressiva.

incrustacao_caldeira

 

Tratamento Químico

O tratamento químico apenas não é suficiente, é necessário que seja o MAIS adequado para a condição do sistema; análises da água com a interpretação correta; um controle operacional ideal; programa de contingência; etc., para que a operação do sistema seja a mais eficiente, segura e com o menor custo possível.

Fonte: José Luiz Brunhara

 

caldeiras_curso_ead

Saiba tudo sobre Caldeiras de Baixa e Média Pressão – Curso EAD
Carga horária: 08 Horas
Material Incluso: Apostila em .pdf, Planilhas de cálculos, Avaliação e Certificado.
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA e confira a EMENTA COMPLETA

BAIXE AGORA MESMO – RESUMO DA APOSTILA COMPLETA SOBRE CALDEIRAS

 

Tem interesse em adquirir a(s) APOSTILAS COMPLETA sobre Águas de Caldeiras e Torres de Resfriamento?

caldeiras_corrosao_apostila     torre_de_resfriamento

Entre em contato: juliana@digitalwater.com.br