ATLAS ÁGUAS – SEGURANÇA HÍDRICA DO ABASTECIMENTO URBANO

O Atlas Águas foi elaborado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) com a colaboração dos prestadores de serviço de abastecimento de água e de parceiros institucionais, atualizando e aprimorando o Atlas Brasil: abastecimento urbano de água (2010). O Atlas 2021 incorpora conceitos e ferramentas do Plano Nacional de Segurança Hídrica (PNSH), avançando no diagnóstico e no planejamento da segurança hídrica na dimensão específica do abastecimento de água nas cidades brasileiras.

O Atlas Águas parte da avaliação de todos os mananciais e sistemas de abastecimento urbano de água e indica soluções para as demandas atuais e futuras para as 5.570 sedes urbanas, considerando o horizonte de 2035. Apresenta os investimentos necessários para o atendimento de 100% da população urbana do país, tanto para o componente de produção de água, que abrange da captação ao tratamento, como para o de distribuição de água. 

A evolução do Atlas está alinhada com a promulgação da Lei nº 14.026/2020, que estabelece o Novo Marco Legal do Saneamento e confere à ANA a competência de emitir normas de referência nacionais para o setor. 

Mananciais e Sistemas

Atlas Águas atualizou o mapeamento dos mananciais e dos sistemas de abastecimento de água – os sistemas são representados por meio de croquis que mostram o caminho da água dos mananciais (fontes de água como rios, reservatórios e poços) às cidades.

As cidades podem ser abastecidas por sistemas isolados (que atendem apenas um município) ou por sistemas integrados (que atendem mais de um) – ou por ambos (isolado + integrado). Os integrados são preponderantes em regiões de maior concentração populacional (como as regiões metropolitanas) e no Semiárido, atendendo 17% das sedes e 48% da população urbana.

Continuar a leitura >> https://portal1.snirh.gov.br/